Novo Visual

todos os comentarios são moderados

Popular Posts

Blog Archive

Tecnologia do Blogger.

CONVITE

2012

Blogroll

sábado, 5 de setembro de 2009

10 Criaturas bizarras descobertas num censo submarino

O senso da vida marinha é um trabalho que leva anos para ser feito e visa catalogar as espécies nativas de diferentes habitats e descobrir novas. O último censo da vida marinha durou oito anos e trouxe à luz uma série de animais até então desconhecidos dos seres humanos. Cientistas de mais de 80 países levaram mais de dois anos só para catalogar os resultados do senso. O alto numero de espécies descobertas revela que é uma verdade o fato de que com nosso planeta coberto em maior parte pela água, conhecemos menos de 95% de sua totalidade.

Por exemplo, esta curiosa criatura abaixo é uma lagosta que pertence ao gêneroThaumastochelopsis, um grupo raríssimo de animais que até então só contemplava duas espécies, nativas dos mares Australianos. Sua característica mais estranha é a pinça enorme.

Aureophycus aleuticus - Esta alga foi descoberta nas águas das ilhas Aleutas, no Alasca.

Camarão curioso e o Myzostomata – Este estranho camarão foi descoberto nas águas da África do Sul.

O tal Myzostomata é esta coisinha parecida com uma lesma abaixo dele. Como ambos se alimentam da mesma coisa, aparentemente se uniram numa boa para o jantar. Os cientistas catalogaram 11 130 espécies nas águas da África do Sul e estimam que pode haver ainda cerca de 6000 animais para serem descobertos.

Encontrado nadando abaixo dos 460 metros no Golfo do Mexico esta coisinha estranha medindo 6mm se chama Ampelisca mississippiana e é uma das espécies de crustáceos descobertas recentemente, chamados anphipods.

O trocinho aí vive em grupos numerosos. Um metro quadrado do fundo do mar é capaz de conter cerca de 12000 carinhas desses aí. Devido ao seu alto número e profusão no fundo do mar, os especialistas acreditam que este animal tenha um papel importante nas cadeias dos diferentes ecossistemas marinhos.

Esta espécie curiosa de lagotas também foi descoberta no censo, encontrada no sudoeste da Austrália. Na mesma reião foi descoberta esta curiosa espécie de caranguejo.

Junto com este aí os caras descobriram mais de 500 espécies diferentes de caranguejos, bem como camarões, lagostas e outros decapodas. Estima-se que 33% deste total seja de animais não conhecidos pelos humanos até hoje.

Perto da costa do Japão, os pesquisadores descobriram esta “coisa” que é em última análise um tipo de água-viva. Ela foi descoberta a 7217 metros de profundidade (ela já apareceu aqui no Mundo Gump num post sobre criaturas bizarras do fundo do mar) Até então, não se sabia que animais pudessem habitar locais tão profundos no Oceano.

Esta aqui é uma das muitas bactérias marinhas descobertas no censo. Até a microbiologia entrou na pesquisa. Esta aqui da foto foi descoberta no leste do Oceano Pacífico e segundo os cientistas estamos olhando para um “Fóssil Vivo”, porque esta coisa está habitando a Terra desde quando os oceanos se formaram.

Este animal com onze braços filtrantes foi descoberto no fundo de um Canyon nas proximidades de Portugal. Os pesquisadores ficaram curiosos sobre a estranha abundância de vida no fundo de um canyon, mas logo depois descobriram, que a região está repleta de alimento, trazida por um rio local.

Medindo 407 milímetros este molusco gigante é o maior já visto em sua família Caudofoveata.

A espécie, Cheatoderma felderi foi descoberta no Golfo do Mexico. Comparado com seu maior parente conhecido, que tem 10 milímetros, este é um ser gigantesco.

Reações:

0 comentários: