AD (728x90)

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Irã é recordista em avistamento de OVNIS!


Um caso importante aconteceu na manhã de 10 de janeiro de 2007, quando a população de sete municípios da região central, conhecida com Kerman, testemunhou a queda de um objeto voador não identificado nos Montes Barez.
Clique em leia mais para obviamente...

...Saber mais ¬¬


De acordo com a agência de notícias Far News Agency (FNA), moradores relataram que um artefato radiante estava em chamas e soltava uma fumaça fina até o momento da queda, seguida de explosão. Na época, o governador geral da província de Kerman, Abulghassem Nasrollahi, concedeu entrevista para a mesma agência afirmando que todas as aeronaves que sobrevoavam a área estavam identificadas e que o objeto poderia ser um meteoro.

Porém, lembrou que alguns dias antes, em Rafsanjan, a 100 km a oeste dali, um incidente similar foi relatado por outras testemunhas. Esse avistamento não foi o primeiro nem o único do mês. Em 15 de janeiro, habitantes da região de Bouyer Ahmad, 100 km ao norte do local da queda cinco dias antes, comunicaram à FNA que viram um objeto similar, por volta das 19h00. A mesma coisa ocorreria três dias depois, nos mesmos locais e horários, com diversos relatos sobre um aparelho brilhante em forma de bola, que emitia um raio amarelo e apresentava cor vermelha no centro.

O UFO estava em vôo à baixa altitude e foi avistado durante uma hora, aproximadamente. Desta vez, as autoridades preferiram não comentar o incidente. De acordo com a FNA, casos semelhantes foram registrados freqüentemente, durante 2006, em todo o território do Irã. Algumas autoridades acreditam que os objetos podem ser aviões espiões ou algum dispositivo moderno de espionagem. O país possui um interessante histórico de casuística ufológica, mas o caso mais famoso aconteceu na década de 70 e foi considerado um dos mais bem documentados avistamentos de UFO por pilotos de caças em todo o mundo.

No dia 19 de setembro de 1976, diversos moradores de Teerã alertaram a Força Aérea Iraniana (FAI) sobre um objeto não identificado nos céus da cidade. O oficial de plantão solicitou apoio ao comandante auxiliar de operações, que imaginou ser a visão do planeta Vênus. Entretanto, após o crescente número de relatos, decidiu acompanhar pessoalmente o evento. O que viu o surpreendeu: não se tratava, definitivamente, de um planeta ou estrela, pois era maior e mais brilhante. Imediatamente, enviou um caça F-4 Phantom da Base Aérea de Shahrokhi para interceptar o UFO a mais de 100 km ao norte. Na metade do caminho, o avião começou a apresentar defeitos de comunicação e os instrumentos de vôo falharam. O piloto abandonou a perseguição e retornou à base, quando os aparelhos voltaram a funcionar normalmente.

Nesse momento, um segundo caça F-4 se elevou para nova tentativa. À medida que se aproximava, a base conseguia visualizar o UFO no radar. Tinha tamanho aproximado de um avião 707 ou mais ou menos 44 m de comprimento. Por alguns instantes, o caça manteve distância regular, voando à velocidade de Mach 1, ou 1.225 km/h. De repente, o UFO acelerou de forma súbita, afastando-se. A tripulação do caça informou que o objeto tinha um arranjo retangular de luzes estroboscópicas que alternavam entre as cores vermelha, azul, verde e laranja. Nesse instante, um pequeno objeto saiu de dentro do aparelho e, a enorme velocidade, se aproximou do caça. O piloto tentou lançar um míssil AIM-9 Sidewinder, guiado por calor, mas o controle de armamentos falhou e ele perdeu toda a comunicação com a base. A única saída foi mergulhar para evitar colisão com o objeto menor, que o seguiu na manobra evasiva para baixo e, em seguida, retornou para o objeto maior. À medida que o caça se afastava do UFO, novamente o piloto obtinha controle total de seu avião.

Written by

We are Creative Blogger Theme Wavers which provides user friendly, effective and easy to use themes. Each support has free and providing HD support screen casting.

0 comentários:

Total de visualizações

 
Powered by Blogger