AD (728x90)

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Estou Sempre com Você




Eu estou sempre com você.

Eu estava lá a partir do momento em que você nasceu. Eu estava na sala de parto, olhando para você antes mesmo que pudesse abrir os olhos para me ver. Seus pais, parentes e médicos não podiam me ver ali, no canto, vendo você com os meus olhos, mas eu estava lá a partir do momento em que você nasceu.

E eu te segui até sua casa.

Eu estava sempre com vocês, seu companheiro constante. Você brincava com seus brinquedos sozinho enquanto eu olhava de todos os ângulos nos espelhos nas proximidades; com minhas garras e meus olhos de vigília. Eu sempre fui seu companheiro constante, à deriva por trás do carro de sua mãe em seu passeio a pré-escola. Quando estava sozinho no banheiro, mas eu estava do outro lado da porta, o vento assobiando pelo orifício machucado na minha garganta. Meus braços retorcidos e pendurados em suas órbitas, como eu estava debruçado sobre o outro lado da cortina de chuveiro. Eu esperava para segui-lo.

Eu não podia ser visto. Eu quase não era visto sob a luz. Você nunca me viu nas manhãs quando me sentava à sua frente na mesa de café. Às vezes me pergunto se você sabia que eu estava lá. Eu acho que você está ciente, mas você nunca vai entender o quão perto eu estou.

Passo horas do seu dia nada mais do que respirando em seu ouvido.

Respirando... engasgando, na verdade.

Eu desejo estar perto de você, para sempre ficar envolvo minhas garras em seu pescoço. Eu fico perto de você sempre a noite, os olhos embaçados olhando para o teto, debaixo da sua cama, em seu rosto adormecido no escuro.

Sim. Você me flagrou olhando ocasionalmente. Seus pais vieram correndo para seu quarto uma noite, quando você gritou. Você estava apenas começando a falar, então você só foi capaz de gritar "Pai! Tem um monstro no meu quarto!" Você pensou que nunca iria esquecer a minha aparência, com meu queixo repousado no seu peito e minha cauda balançando para frente e para trás. Eu me escondi em seu armário e sua mãe era incapaz de ver o que você tanto apontava. Você pensou que nunca iria esquecer da noite de quando eles saíram para jantar. Você viu porta do armário abrir lentamente, e suavemente fui me arrastando pelo chão de sua cama de quatro, me contorcendo em movimentos espasmódicos até adentrar debaixo de sua cama em membros desarticulados.

Você aprendeu uma palavra nova, e começou a se referir a mim como bicho-papão. Não é bem o monstro que você pensou que eu era. Estou apenas esperando e o seguindo sempre, tocando seu rosto com minhas garras enquanto você dorme.

Você vai me ver novamente em breve. Qualquer dia, eu estou voltando, inevitável e brutal. Um dia você vai atravessar a estrada e - acredito eu que quando me ver, você me receberá com grande grito de horror.

Você rolando no chão, tropeçando, cambaleando de terror e meus dedos tocando em seu rosto novamente e novamente.

Você vai me ver que me aproximo.

Ninguém mais vai me ver. Você vai olhar para meus olhos e eu vou me abaixar até você. Pela primeira vez na nossa vida, algo como um sorriso virá sobre a minha face. Você vai entrar em desespero, eu apenas irei te agarrar com minhas garras e cobrir você com minhas asas, como um casulo.

Você cai, as pessoas que estiverem por perto irão tirar você de meus braços.

Nossos rostos vão se tocar. Minhas asas vão se desenrolar. Minhas mãos irão te largar, e você terá que me seguir.

Porque eu estou sempre com você.

Eu sou o seu anjo da guarda.

Written by

We are Creative Blogger Theme Wavers which provides user friendly, effective and easy to use themes. Each support has free and providing HD support screen casting.

0 comentários:

Total de visualizações

 
Powered by Blogger