AD (728x90)

segunda-feira, 25 de março de 2013

Nunca Me Dê As Costas

  E aí galera, beleza?

  Apenas repetindo: Tem uma creepypasta? Mande para augustovic3@gmail.com, e com certeza, sua história irá vir para cá! ^^
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Eu vivo em um apartamento em uma cidade moderadamente grande. Moro no último andar de um prédio de 5 andares, e meu apartamento é um dormitório com uma enorme sala de estar com grandes janelas em direção a rua e ao prédio do outro lado. Aquele prédio tem um pequeno estacionamento na frente, por isso ele não muito próximo a minha janela (o que é bom, já que eu gosto de ter minha privacidade).

Sendo uma coruja da noite, gosto muito de ficar acordado até tarde da madrugada com meu notebook. Às vezes, eu espreito pela janela do prédio em frente, à procura de janelas iluminadas, perguntando se alguém por lá também era tão coruja quanto eu. No entanto, ontem à noite, eu queria não ter feito isso.

Tenho o costume de me sentar com meu notebook em frente as janelas. Ao longo das ultimas noites que passaram, eu conseguia enxergar pelo canto de meu olho uma janela escassamente iluminada no prédio do outro lado, e dentro dela, algum tipo de movimentação constante. Ontem à noite, minha curiosidade ultrapassou meu bom-senso, então desliguei meu notebook e fui direto a janela para conferir o que se passava lá. Certamente, eu pude ver alguém acenando para mim, mas apenas isso. A janela estava mal iluminado, mas eu podia definitivamente ver algum movimento. Pensei sobre isso por um segundo, e então fui buscar um par de binóculos. Depois de uma pequena procura, encontrei um par e voltei para a janela para dar uma olhada melhor na misteriosa janela.

Ao localizar a janela, pude dar uma melhor olhada no que se passava por lá. Parecia ser uma pessoa, iluminada por uma vela. Eu não consegui ver o rosto da pessoa, mas vi que ele estava acenando. Para mim, aparentemente, porque depois que eu consegui olhar pra ele com meus binóculos, ele parou de acenar por um segundo e, em seguida, apontou para mim. Eu senti um calafrio descer a minha espinha.

Isso foi muito assustador.

Ele apontou para mim, e então, fez um movimento circular com o dedo. Ele continuou fazendo durante um tempo, até que eu percebi que ele estava sinalizando porque queria que eu me virasse. Reagindo por instinto, eu rapidamente me virei como se estivesse esperando por instinto que algo pulasse pra cima de mim. Não havia nada além da escuridão, obviamente, então eu apenas ri para mim mesmo e voltei para a janela com meus binóculos em mãos, apenas para encontra-la vazia, exceto pela vela se apagando lentamente.

Nisso, eu pulei pra trás e deixei cair os binóculos no chão, o barulho do impacto fazendo com que eu me assustasse ainda mais. "Mas... que... porra...?", pensei, mas logo em seguida, voltei aos meus sentidos e fui de volta para o notebook. Coloquei uma música para me acalmar e naveguei um pouco mais na internet, até que olhei para a hora e vi que já eram quase 4:30 da manhã, e então meu sono começou a vir. Então coloquei meu notebook em cima da cama, e caminhei através de um pequeno corredor que levava direto para o meu banheiro. Eu não havia deixado nenhuma luz ligada, mas quando me aproximei do banheiro, notei uma luz piscando do vão debaixo da porta. Meu corpo congelou. Mesmo que eu tivesse deixado a luz do banheiro ligada, uma lâmpada não produzia aquele tipo de iluminação.

Então caminhei lentamente até a porta, respirei fundo e levemente empurrei a porta. Quando entrei, para meu horror, eu encontrei uma vela deixada em cima da pia, revelando uma mensagem rabiscada no espelho: "NUNCA VIRE AS COSTAS PARA MIM".



Augusto Victor




Acesse Também: Augustos World

quinta-feira, 14 de março de 2013

Sua Vida é uma Mentira - US Creepypasta

   E aí galera, beleza?

   Só um aviso rapidinho: No meu blog pessoal, o Augusto's World, eu criei um post no mínimo polêmico. Eu não vou liberar spoiler, mas eu diria que pode mudar o modo como você vê o mundo. Pode mudar o modo como você conhece a relatividade. Para lê-lo, clique aqui
   Enfim, vamos dar continuidade a nossa campanha, e já sabem: Se quiser ver seu texto aqui, mande-o para augustovic3@gmail.com !
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


A vida como você conhece é uma mentira.

Parece muito realística para você, mas todos os sonhos parecem realísticos quando você está sonhando-os.  Mas lembra daquele dia que você caiu da sua bicicleta? Bem, aquilo foi mais sério que apenas um arranhão na sua palma da mão, e roxos no seu joelho. Parece que você apenas seguiu com a sua vida como você faria normalmente,  mas todas as nossas vidas foram colocadas em espera naquele dia.

 E nós passamos dia após dia no seu quarto de hospital esterilizados, vendo as maquinas alimentarem você e respirarem por você, esperando e rezando para que você acordasse.  As vezes ouvimos um zumbido diferente e nos dá um pouco mais de esperança. Mas o médico diz que você está apenas sonhando, e que suas atividades cerebrais não mudaram desde o dia que a ambulância trouxe você aqui.

Quando você perceber que está sonhando, você voltará para nós, eu espero. A não ser que você esteja mais feliz no seu mundo dos sonhos. Eu sei que você está aí, e eu realmente espero que isso faça você perceber, de alguma forma.

 Nós sentimos muito a sua falta. 

Augusto Victor



   



Acesse Também: Augustos World

terça-feira, 12 de março de 2013

A Arte Da Mentira- US Creepypasta

E aí galera, beleza?

    A creepypasta da vez, veio do leitor Gabriel (ou como ele se denomina, "killer of the babies"). Ao meu ver, ela se assemelha com a clássica história do menino e do lobo. Só que de uma forte duplicadamente assustadora. E já sabem, se quiserem ver sua história aqui, mande-a para augustovic3@gmail.com.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Quando eu era criança, uns 6, 7 anos, eu mentia pra caralho e ai começou aquela coisa de fala a verdade e ngm acredita,
quando era 2 da madrugada do dia 3 de agosto eu acordei virado pra parede, dai eu senti um ar gelado nas minhas costas
eu fiquei paralisado
só conseguia piscar e chamar pelo meu pai
mas nesse dia meu pai tava viajando por causa de problemas de saúde com meu avô.
ai eu tentava chamar pela minha mãe, mas não conseguia
eu comecei a chorar e do nada eu escutei um "Shhhh"
toda noite me lembro disso.
Quando era por volta de uma e meia da tarde eu acordei, falei isso pra minha mãe e ela disse que mentir era feio
ela achou que eu estava mentindo."

Augusto Victor


Acesse Também: Augustos World

Cinco Minutinhos?! - US Creepypasta

   E aí galera, beleza?

  Só para avisar! Se vocês tem uma história, um conto, ou etc... mande-a por e-mail: augustovic3@gmail.com , e sua história será postada aqui!
----------------------------------------------------------------------------------------------------


O telefone toca, e uma voz no outro lado da linha diz, "Posso roubar cinco minutinhos do seu tempo?".
Você responde que sim, e imediatamente a pessoa do outro lado da linha desliga.

De repente, você se sente um pouco mais....velho.

Augusto Victor




Acesse Também: Augustos World

quarta-feira, 6 de março de 2013

Enquanto Você Dorme - US Creepypasta


Na França, um jovem produtor de musicas ambientais com o nome de Charles empreendeu um projeto novo e muito interessante. Ele iria gravar o som de si mesmo dormindo, e divulga-lo sob o nome de "La Nuit (A Noite)”. Charles vivia sozinho em uma área rural, o que eliminaria ruídos como alarmes de carro, trânsito, etc. Ele planejou seu projeto por muitos meses, adquirindo todo o equipamento necessário para captar todos os ruídos externos, bem como o de si mesmo durante o sono.

Finalmente, no dia 27 de Setembro, ele decidiu executar seu plano. Após montar todo o seu equipamento, ele caiu no sono exatamente à meia-noite. No dia seguinte, Charles decidiu reavaliar sua gravação. Durante a primeira hora, a gravação captou o barulho de suas cobertas se mexendo, seu próprio corpo virando repetidamente na cama, bem como alguns latidos de cães e alguns alarmes de carro distantes (seu plano de se distanciar dos ruídos não funcionou muito bem). Os sons continuaram sutilmente durante toda a segunda hora, até que Charles ouviu algo que o horrorizou.

Exatamente às 3 horas e 24 minutos de gravação, ele ouviu o som da porta de seu quarto se abrindo.
Augusto Victor




Acesse Também: Augustos World

Total de visualizações

 
Powered by Blogger