AD (728x90)

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Preso

Eu estou preso.

Estou preso neste lugar gelado e escuro. Minha vida chegou ao seu fim metafórico, já que a escravidão é tudo que o futuro reserva para mim. Já que eu não tenho nada com o que ou aonde escrever aqui, posso apenas dizer essas palavras e esperar que talvez em algum lugar, ou em algum universo ou realidade diferente, minha voz seja ouvida, e minha história lembrada. 

Tentei fazer o possível para combatê-los, mas não havia nada que eu pudesse fazer. Seus poderes eram grandes demais para as minhas habilidades. Eu dei tudo de mim, mas eu fui derrotado e reduzido a essa prisão. As correntes estão bem presas sobre a minha alma agora, e eu só posso imaginar a dor que esta escravidão tem reservado para mim. Consegui ficar um bom tempo me mantendo afastado disso; muitos de nós conseguimos. Parece que nos últimos anos, o poder do inimigo tem crescido além de todos os níveis que imaginávamos. Nós perdemos. Parece que nosso destino é apenas ser de capturados por esses malditos tiranos e forçados a lutar como cães contra nossa própria raça, pelo resto da eternidade. É difícil para eu imaginar, realmente. O pensamento de que, cedo ou tarde, eu vou estar lá fora, atacando e machucando o meu próprio povo contra a minha vontade... se é que eu ainda posso chamá-los de "meu" povo.

É engraçado como a coisa toda funciona. Não me pergunte como, porque eu nem sei se eles mesmos sabem exatamente o que acontece. Cada vez que um de meu povo é capturado e aprisionado, não importando o quanto eles lutaram voluntariamente contra o inimigo antes de sua derrota, eles começam a se virar e a olhar lentamente em direção aos monstros durante a sua captura. Acontece sem falhas. Você não pode imaginar a dor que se sente depois de ver um amigo se tornar um escravo para a pessoa por quem ele tenha fortemente combatido por tanto tempo, e depois de tão pouco tempo em sua servidão, sucumbir a todas as exigências do inimigo, e até mesmo conseguir encontrar algum companheirismo neles. É uma espécie de lavagem cerebral à prova de falhas. O pior é que eu sei que isso vai acontecer comigo em breve, não importa o quanto eu não queira.

A única coisa que eu consigo me lembrar, a última imagem gravada no meu cérebro, é a visão da mamãe - as lágrimas escorrendo pelo seu rosto, enquanto observava minha derrota, na caverna em que vivíamos. Ela me disse para não provocá-lo, mas depois de ver aquele monstro, não havia nada que pudesse me segurar. Estes eram os seres que tiraram meu irmão de nós, afinal! Não importava o quanto de meus próprios seres teria que enfrentar; eu estava determinado a acabar com ele. Oh, como eu fui tolo. Se eu pelo menos tivesse ouvido a mãmae... Tenho certeza que ela vai sofrer o mesmo destino que eu, nas mãos dessas criaturas miseráveis.

Mas ainda assim...

Talvez as coisas não sejam tão ruins quanto parecem. Quero dizer, afinal, é um fato comprovado que, sob a supervisão e treinamento de todos estes seres, meu povo ficará muito mais poderoso do que jamais poderiam ter imaginado em nossa espécie. Além do mais, eles parecem realmente cuidar de nós. Sim, eles nos alimentam, nos dão abrigo, e até mesmo nos curam das feridas de nossas batalhas. Claro, as cicatrizes são das lutas contra aqueles que algum dia já foram meus amigos, mas talvez, apenas talvez, em nome de meu treinador, isso não tenha problema...

As coisas não são tão ruins quanto eu havia imaginado. Não, não são. Eu estou vendo as coisas de forma diferente agora. Eu acho que quando o meu treinador decidir me chamar para a batalha, vou fazer o meu melhor por ele.

Eu sei que vou, porque afinal, o propósito de um Pokémon é ajudar o seu Treinador a se tornar um Mestre, certo?

Augusto Victor

Written by

We are Creative Blogger Theme Wavers which provides user friendly, effective and easy to use themes. Each support has free and providing HD support screen casting.

2 comentários:

Luis disse...

fiquei surpreso no final;é assim que os pokemons se sentem nas pokebolas?rsrsrsrs

Luckas disse...

Fui Trollado novamente. I Hate you Bastard. Demais kk

Total de visualizações

 
Powered by Blogger