AD (728x90)

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Meteorito atinge região central da Rússia e deixa 400 feridos


YEKATERINBURGO - Cerca de 400 pessoas ficaram feridas em consequência de um meteorito que atravessou o céu sobre a Rússia nesta sexta-feira, lançando bolas de fogo na direção da Terra, quebrando janelas e acionando alarmes de carros. 

Em entrevista à 'Rádio Estadão', integrante da comunicação social Embaixada Brasileira na Rússia, Alexandra Rudakova, relata que não há brasileiros entre os feridos, mas que o clima é de pânico.



Moradores que estavam a caminho do trabalho em Chelyabinsk ouviram um barulho que parecia ser de uma explosão, viram uma luz forte e sentiram uma onda de tremor, de acordo com um correspondente da Reuters na cidade industrial, que fica a 1.500 quilômetros de Moscou. 

O meteorito atravessou o horizonte, deixando um longo rastro branco em seu caminho que podia ser visto a até 200 quilômetros de distância, em Yekaterinburgo. Alarmes de carros soaram, janelas quebraram e telefones celulares tiveram o funcionamento afetado pelo incidente. 

Autoridades municipais de Chelyabinsk disseram que cerca de 400 pessoas procuraram ajuda médica, a maioria por pequenos ferimentos causados por estilhaços de vidro. 

"Eu estava dirigindo para o trabalho, estava bem escuro, mas de repente veio um clarão como se fosse dia", disse Viktor Prokofiev, de 36 anos, morador de Yekaterinburgo, nos Montes Urais. "Me senti como se estivesse ficado cego pela luz", acrescentou. 

Não foram relatadas mortes em consequência do meteorito, mas o presidente Vladimir Putin, que nesta sexta-feira recebe ministros da Fazenda dos países do G20, e o primeiro-ministro Dmitry Medvedev foram notificados sobre os acontecimentos. 

Uma autoridade ministerial local disse que a chuva de meteoros pode ter ligação com um asteróide do tamanho de uma piscina olímpica que vai passar a uma distância de 27.520 quilômetros da Terra, mas isso não pôde ser confirmado. 

Incidentes do tipo são raros. Acredita-se que um meteorito tenha devastado uma área de mais de 2.000 quilômetros quadrados na Sibéria em 1908. 

O Ministério de Emergência da Rússia descreveu o acontecimento desta sexta como uma "chuva de meteoro na forma de bolas de fogo", e pediu aos moradores para manter a calma.




© Estadão 

Written by

We are Creative Blogger Theme Wavers which provides user friendly, effective and easy to use themes. Each support has free and providing HD support screen casting.

3 comentários:

Luis disse...

Até que enfim uma postagem nova.

rex disse...

eu so queria saber uma coisa,como eles deixaram esse meteoro passar eles nao tem alarmes sei la que monitoram os ceus puta que pariu o que eles fazem com o dinheiro dos impostos velho acho que eles estavam tao impressionados com o outro meteoro que nem viram esse vixe se isso acontecer mais uma vez talvez a gente nao de tanta sorte de ser um meteoro pequeno vixe tamo fudido

Anônimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=o_l7zDliqns

Total de visualizações

 
Powered by Blogger